Há um campo novo do marketing chamado ‘neuromarketing’, que estuda a essência do comportamento do consumidor. Ele procura o entendimento da lógica do consumo, dos desejos, impulsos e motivações das pessoas através das reações a determinados estímulos.

Uma das descobertas mais importantes reside no fato de que grande parte de nossas decisões são tomadas em nível subconsciente.

E isso tem tudo a ver como as empresas devem se comunicar, se comportar, nos inspirar.

Qual é a verdadeira diferença entre as empresas? O que faz com que algumas despontem no mercado com mais eficiência que outras? Deixa eu refazer a questão: por que há empresas que crescem, prosperam em seus nichos, suplantando todos os seus concorrentes, se, ao avaliarmos tecnicamente, percebemos que todas as concorrentes têm produtos de qualidade, níveis de competitividade muito parecidos e condições iguais de investimento e crescimento?

Faço uma pergunta pessoal: você prefere trabalhar em uma empresa de grande porte, com salário compatível com sua função e benefícios generosos ou em uma empresa que lhe inspira?